Tocantins | Carlesse diz que quer que contratos de professores passem de 1 a pelo menos 2 anos de vigência

Tocantins | Carlesse diz que quer que contratos de professores passem de 1 a pelo menos 2 anos de vigência

Compartilhe
Carlesse diz que quer que contratos de professores passem de 1 a pelo menos 2 anos de vigência.

Governador Carlesse

O governador Mauro Carlesse (DEM) afirmou na abertura do ano letivo de 2020, na manhã desta segunda-feira, 3, na Escola Estadual de Tempo Integral Professora Elizângela Glória Cardoso, em Palmas, que vai avaliar com os órgãos competentes a possibilidade de aumentar o prazo de vigência dos contratos dos professores. Para evitar prejuízos ao sistema de ensino do Estado, Carlesse decidiu neste ano renovar os contratos para 2020.

Por pelo menos dois anos

Ele explicou que a continuidade dos contratos “foi uma vontade do governo, pensada e estudada pela equipe”. “Vamos checar se a lei permite e, se for possível, trabalhar para que os contratos tenham vigência de pelo menos dois anos. Isto vai dar mais segurança aos nossos professores”, defendeu o governador.

É angustiante

A professora de Palmas Eliomária Clemente da Silva afirmou que “é angustiante” imaginar a possibilidade de perder o emprego. Como não há número suficiente de profissionais concursados, parte do magistério trabalha sob contrato temporário. Tradicionalmente, todos os anos havia troca de professores, com novas indicações por políticos.

Prejudica o desempenho

Para 2020, Carlesse decidiu renovar todos os contratos para evitar essas mudanças que o governo avalia que prejudicam o desempenho do sistema de ensino do Estado.

Deixe uma resposta