Ocinarya Saraiva Lima, Psicóloga, Empresária e Promotora de Eventos, de Palmas – TO, 24 anos. Em entrevista para a Revista Together News, ela conta sua trajetória e como chegou a ser Psicóloga.

Ocinarya Saraiva Lima, Psicóloga, Empresária e Promotora de Eventos, de Palmas – TO, 24 anos. Em entrevista para a Revista Together News, ela conta sua trajetória e como chegou a ser Psicóloga.

Compartilhe

Fonte imagem: Reprodução

Ocinarya Saraiva Lima, formada pela “Universidade Brasil”, exerce a profissão de Psicóloga em Palmas – TO, natural de Guaraí, porém antes de ser Psicóloga, já era Empresária e Promotora de Eventos.

Sou de Guaraí – TO, filha do Professor Osvaldino Mourão e a Confeiteira Cleneci Saraiva. Em 2012 fiz um teste onde o resultado deu uma probabilidade maior na área de humanas. Ao sair do Ensino Médio e passar de primeira no vestibular de Colinas do Tocantins – TO, no curso de Psicologia foi muito gratificante. Onde me identifiquei desde sempre por ter afinidade em ajudar o outro e respeitar suas singularidades. Ao finalizar minha Graduação e em pensar no mercado trabalho, uma colega de profissão e amiga pessoal me convidou a Clínica em Palmas, dando oportunidade de conhecer o mercado de trabalho fora da rede pública “CRAS, CREAS, NASF…”. Atualmente estou atuando como Psicóloga Clínica, com a Abordagem Teoria Cognitiva Comportamental, onde meu público alvo é misto sem particularidades de atendimento, porém minha clientela maior seja infantil. Trabalho com convênios e particular em duas Clínicas. Disse a Psicóloga.

Percebemos que seu consultório está sempre movimentado. Sabemos que esta não é a realidade da maioria dos Psicólogos, então pergunto: O que, em sua opinião, contribui para esta procura?

Sejamos realista que sou vinculada à uma Clínica de renome a muitos anos em Palmas, onde esta vinculada à vários planos, em segundo lugar a forma de trabalhar, as demandas de cada paciente/cliente de forma teórica e acima de tudo prezar à ética e a moral. Costumo usar sempre está frase do teórico Carl Gustav Jung: Ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana. Acredito que a missão do psicólogo seja isso, auxiliar o outro a se encontra ou reencontrar respeitando a singularidade do outro sem julgamentos. Respondeu a Psicóloga

Hoje como em todas as profissões, temos dificuldades e também facilidade em certos outros pontos. Hoje como você percebe que estar tendo um resultado real?

Por meio dos Feedbacks solicitados no processo. Por más que tenhamos muitos clientes, a conscientização de que a sociedade necessita de escuta qualificada para a qualidade de saúde mental e física. O CRP e o CFP trabalha com eficiência, más acredito que falta uma participação maior dos colegas quando temos eventos ou assembleias gerais, pois o coro é muito pouco. Ressaltou a Psicóloga.

Fonte imagem: Reprodução

A paixão pela a profissão é o que motiva cada profissional a seguir em frente com os seus objetivos.

A vantagem de poder colocar em prática o que aprendido é gratificante. Lisonjeada quando após um percurso o paciente/cliente se percebe e se reencontra em si de forma positiva, trazendo resultados após terapia, é maravilhoso. E dar alta ao paciente é gozo pleno como diz nosso querido teórico Jacques Lacan. Finalizou.

Redator Revista Together News

Deixe uma resposta