Arquivar outubro 2020

‘Lua Azul’: o raro evento cósmico que poderá ser visto neste 31 de outubro (e não se repetirá até 2023)

Trata-se de fenômeno incomum que ocorre a cada 2,5 anos, aproximadamente, devido à duração dos ciclos lunares.

A ‘Lua Azul’ poderá ser vista na noite de 31 de outubro quando o céu estiver limpo. — Foto: GETTY IMAGES

Ela não é realmente azul. É uma lua cheia, como qualquer outra, da cor que a maioria das luas cheias são vistas: cinza claro, branco leitoso ou prateado.

O que torna estranho esse fenômeno, que o folclore batizou de “Lua Azul”, é que ela é a segunda lua cheia em um único mês, quando o normal é termos apenas uma.

O ciclo lunar, período em que ocorrem todas as fases da Lua, se repete a cada 29,5 dias ou mais.

Para que a “Lua Azul” ocorra são necessárias duas coincidências: a primeira lua cheia precisa ocorrer no primeiro ou segundo dia do mês, e este mês precisa ter 31 dias. Assim, é provável que apareça uma segunda lua cheia.

Esse fenômeno é conhecido como “Lua Azul”.

O mês de fevereiro, que tem 28 dias, por exemplo, nunca verá uma “Lua Azul”.

A Lua Azul apareceu dessa forma em Washington, nos Estados Unidos, em 2015 — Foto: GETTY IMAGES

Quando é a ‘Lua Azul’ de 2020?

A Lua Azul é um fenômeno incomum que ocorre apenas a cada 2,5 anos.

A última vez que isso aconteceu foi em 31 de março de 2018.

Neste ano, ela aparecerá no céu na noite de 31 de outubro a 1 de novembro, quando muitos países celebram o Halloween. No México, o dia marca o começo do festival do Dia dos Mortos.

Já houve uma lua cheia no dia 1º de outubro e, no final do mês, poderemos ver a segunda.

Neste ano a Lua Azul coincide com o Halloween. — Foto: GETTY IMAGES

Por que Lua Azul?

Como a Nasa explica em seu site, o termo Lua Azul surgiu na década de 1940.

Na época, o Maine Farmer’s Almanac (uma publicação anual que desde 1818 traz previsões sobre eventos ligados a clima nos EUA e Canadá) oferecia uma definição da Lua Azul tão complicada que muitos astrônomos tinham dificuldade em entendê-la.

Para explicar as luas azuis em linguagem simples, a revista Sky & Telescope publicou um artigo em 1946 intitulado ‘Uma vez em uma lua azul’. O autor, James Hugh Pruett (1886-1955), citou o almanaque do Maine de 1937 e disse: “A segunda (Lua Cheia) em um mês, como eu interpreto, é chamada de Lua Azul.”

E assim nasceu a moderna Lua Azul. Ela inspirou livros, filmes e músicas como Blue Moon, composta em 1934 por Richard Rogers e Lorenz Hart, gravada por inúmeros artistas como Elvis Presley, Frank Sinatra, Dean Martin, Billie Holliday e Billy Eckstine.

Luas e vulcões

Embora a Lua Azul não pareça ser azul, existem luas dessa cor.

Mas elas só podem parecer azuis após uma erupção vulcânica.

Em 1883, após o terremoto do vulcão Krakatoa, na Indonésia, as pessoas diziam que em quase todas as noites era possível ver luas azuis.

Com a força da erupção, semelhante a uma bomba nuclear de 100 megatons, nuvens de cinzas subiram ao topo da atmosfera terrestre e suas partículas fizeram a lua parecer azul.

Também houve relatos de luas azuis no México em 1983, após a erupção do vulcão El Chichón, e no Estado de Washington em 1980, após a erupção do Monte Santa Helena.

Tocantins se aproxima das 1.100 mortes pela Covid-19 e registra 331 novos casos nesta sexta-feira (30)

Estado acumula 75.425 casos confirmados. Destes, 63.347 pacientes estão recuperados, 10.981 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.097 pacientes foram a óbito.

Divulgação

O 229º boletim epidemiológico da Covid-19 no Tocantins desta sexta-feira (30) informa que foram registrados 331 novos casos confirmados, sendo 128 das últimas 24h. O restante é de exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Dos 331 novos casos 92 foram detectados por RT-PCR, 66 com sorologia e 173 através testes rápidos.

Houve novos registros de Covid-19 em 54 cidades do estado. O maior número de casos foi registrado em Palmas, com 76 novos contaminados. A capital soma 17.649 confirmações e 188 mortes, sendo a cidade mais afetada pela Covid-19 no Tocantins.

Colinas do Tocantins registrou o segundo maior número, com 60 confirmações. Nos dois últimos dias, a cidade teve uma alta no número de contaminados. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o aumento se deve a novos testes que estão sendo aplicados entre os servidores públicos municipais.

Araguaína, que é o segundo município com mais casos no estado, teve 39 novos registros. O município chega a 15.915 diagnósticos e o número de mortes é de 225.

Atualmente, o estado contabiliza 234.022 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 75.425 casos confirmados. Destes, 63.347 pacientes estão recuperados, 10.981 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.097 pacientes foram a óbito.

Governo do Tocantins mantém jornada de 6 horas para os servidores e suspensão das aulas presenciais até 30 de novembro

As aulas para os alunos da 3ª série do Ensino Médio e acadêmicos das universidades, poderão ser ministradas tanto na modalidade presencial quanto não presencial.

Divulgação

Na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (29), foi publicado o novo decreto que mantém a jornada de trabalho de 6 horas para os servidores públicos e a suspensão das atividades educacionais presenciais (exceto para estudantes da 3ª série do Ensino Médio e Ensino Superior) até o dia 30 de novembro.

Conforme o Decreto, as aulas para os alunos da 3ª série do Ensino Médio e acadêmicos das universidades, que atuam no âmbito do Estado do Tocantins, poderão ser ministradas tanto na modalidade presencial quanto não presencial. Para as aulas presenciais, deve ser respeitado o Protocolo de Segurança em Saúde, elaborado pelo Governo do Tocantins (Portaria Conjunta n° 2/2020, publicada no DOE da última terça-feira, 27).

No caso da rede estadual de ensino, conforme já anunciado no decorrer da semana, um novo calendário escolar padrão será elaborado, mas o retorno das atividades dependerá do monitoramento feito pelo poder público e a comunidade escolar, havendo possibilidade de recuo, se o número de casos aumentar.

Jornada de trabalho

Quanto à jornada de trabalho dos servidores públicos estaduais, o Decreto mantém a redução, de 8 para 6 horas, nas unidades da Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual. A jornada pode ser fixada, das 8 às 14 horas, ou no horário alternativo, das 14 às 20 horas.

O mesmo não se aplica às unidades do “É Pra Já”, uma vez que os servidores já cumprem a jornada laboral em turnos, de segunda à sexta-feira, das 7 às 13 horas, e das 13 às 19 horas, e aos sábados, das 8 às 12 horas.

O trabalho de forma remota segue assegurado aos idosos, com idade igual ou superior a 60 anos; gestantes e lactantes, considerando-se para estas o lactente de até um ano de vida; aqueles que mantenham sob sua guarda criança com idade inferior a seis meses de vida; e aos portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico.

Férias

Com a edição do novo Decreto, mais um inciso foi acrescido ao Artigo 8º do Decreto 6.072, de 21 de março de 2020. Com a inclusão do inciso IV, fica permitido o gozo imediato de férias regulamentares, assegurada apenas a permanência de número mínimo de agentes públicos necessários a atividades essenciais e de natureza continuada.

Em caso de sintomas

O Decreto determina que, os agentes públicos que apresentarem os sintomas de Covid-19 ou que tiverem convívio com pessoa contaminada ou com suspeita de contágio, devem tomar as seguintes medidas: se assintomáticos, respeitadas as atribuições do cargo ou função, devem cumprir a jornada de trabalho de forma remota, pelo prazo de até oito dias; já no caso dos sintomáticos, devem buscar imediato atendimento junto às unidades de saúde, com o propósito de avaliação médica e adoção dos respectivos protocolos de saúde indicados para o caso, informando ao setor de recursos humanos do órgão ou entidade de lotação, mediante apresentação de documentos via Sistema de Gestão de Documentos (SGD).

O retorno às atividades laborais só deve ocorrer em tempo imediatamente posterior ao do recebimento do resultado negativo para a COVID-19, em qualquer dos casos.

Aeronave faz pouso forçado às margens do lago de Palmas; piloto teve apenas ferimentos

Durante a tarde desta quinta-feira (29/10), um avião de pequeno fez um pouso forçado às margens do lago de Palmas. Informações preliminares indicam que apenas o piloto estava a bordo da aeronave e que foi socorrido por chacareiros da região com alguns ferimentos. Ele foi levado à um hospital particular de Palmas.

Divulgação

O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, a Marinha e o Samu chegaram a enviar viaturas ao local do acidente, mas os socorristas acabaram retornando para Palmas após a confirmação de que não havia mais vítimas. Ainda não há informações sobre o que pode ter causado o pouso não programado. O avião atingiu o solo na saída da capital para Lajeado.

A aeronave tem prefixo PU-LMN e está registrada na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em nome de Francisco de Assis Sobrinho. Ela foi fabricada em 2007 e é do tipo ‘ultraleve’ com capacidade para um passageiro e até 500 quilos de carga.

Debate sobre obrigatoriedade da vacina contra a covid-19 deixa população apreensiva

O assunto divide opiniões e a questão poderá ser levada aos tribunais.

Tem projeto de lei que busca tornar obrigatória a vacinação / Foto: Divulgação

Vem ganhando força na internet o debate sobre a possível obrigatoriedade da aplicação de uma eventual vacina contra a Covid-19 no Brasil. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse na terça-feira (27) que Executivo e Legislativo não devem deixar ‘vácuo’ para que o STF decida sobre o tema, ao passo que o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou que deve haver uma “judicialização” da questão.

Essa polêmica pode fazer o país repetir a Revolta da Vacina, de 1904. O Google já registrou crescente interesse pelo tema. A pesquisa por “STF vacina” é um dos 10 termos mais buscados sobre o Supremo Tribunal Federal das últimas 24 horas e um dos 15 mais buscados sobre a Corte nos últimos 14 dias.

Somente nas últimas 24 horas, a politização da questão por conta da rivalidade do presidente com o governador tucano João Doria fez a frequência de consultas por “stf vacina” crescer 140% e, na terça-feira, o termo atingiu seu ponto mais alto de interesse das últimas duas semanas.

Outros termos que tiveram alta sobre os temas STF e vacina nas últimas 48 horas foram “stf decidirá vacina covid” (370%), “stf obriga vacina” (+370%) e “vacina obrigatória stf” (+330%).

PROJETOS DE LEI

Pelo menos três projetos de lei foram apresentados à Câmara dos Deputados com o objetivo de garantir a imunização da população brasileira contra a Covid-19, assim que uma vacina contra a doença for aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As propostas vieram em resposta a falas do presidente Jair Bolsonaro, que tem se mostrado contrário à vacinação obrigatória e recentemente cancelou a compra de doses de vacinas da chinesa Sinovac, que estão sendo produzidas em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo, estado governado pelo opositor João Doria.

Obrigatoriedade

Um dos projetos (PL 4992/20) estabelece a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19, incluindo-a no Programa Nacional de Imunizações. Pelo texto, a vacina deverá ter sido aprovada pela Anvisa, com base em critérios técnicos que assegurem sua qualidade e segurança.

A proposta é dos deputados do PT Gleisi Hoffmann (PR) e Enio Verri (PR).

“A imunização contra o novo coronavírus é fundamental para que grande parte da população possa ficar imune à doença. Assim, mesmo aqueles que se contaminem terão menor risco de passar a doença adiante”, argumentam os deputados, no texto que acompanha o projeto. “É dever das autoridades públicas, assim como dos profissionais de saúde, conscientizar a população sobre a importância da vacinação.”

Custos do tratamento

No Projeto de Lei 4987/20, o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) não prevê a obrigatoriedade da vacina, mas defende que o cidadão brasileiro que voluntariamente não se vacinar contra a Covid-19 pague seu tratamento, caso venha a se contaminar posteriormente com o novo coronavírus.

Frota argumenta que o Brasil tem investido valores altíssimos na pesquisa de vacinas para conter a Covid-19 e que esse investimento só é possível em razão da carga tributária imposta aos cidadãos.

“Vivemos em uma democracia em que o brasileiro pode ou não escolher se vacinar. Porém, o Brasil não pode arcar com os custos de pessoas que por vontade própria resolvem enfrentar a ciência”, afirma Frota. “Um brasileiro não pode ser obrigado a custear as despesas do tratamento de alguém que não quer, por motivos de foro íntimo, se imunizar. Não é justo com aqueles que se vacinaram, nem com o País.”

Segundo o projeto de Frota, o Ministério da Saúde deverá elaborar um plano para que toda a população seja vacinada, fazendo expedir uma carteira nacional de vacinação para a doença. O documento deverá ser apresentado em hospitais e outras unidades de saúde vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Terão de arcar com o tratamento os que não portarem a carteira e os que não tiverem se vacinado por vontade própria.

(Com informações de Veja e Agência Câmara de Notícias)

Auxílio reavaliado | Governo divulga datas de pagamento para beneficiários que tiveram seus dados reavaliados em outubro

No total, 95 mil pessoas tiveram o cadastro do auxílio reavaliado neste mês. O grupo vai receber o benefício conforme os cronogramas dos ciclos quatro e cinco, já estabelecidos.

Nesta quinta-feira (29), o Ministério da Cidadania divulgou as datas de pagamento do auxílio emergencial para aqueles que tiveram o benefício negado e solicitaram a reavaliação dos dados em outubro.

O calendário de crédito consta em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU). O texto é assinado pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni. Leia aqui a íntegra do documento.

“O público beneficiário do auxílio emergencial que teve o pagamento reavaliado em outubro de 2020 decorrente de atualizações de dados governamentais receberá o crédito da primeira parcela em poupança social digital aberta em seu nome”, assinala a portaria.

No total, 95 mil pessoas tiveram o cadastro do auxílio reavaliado neste mês. O grupo vai receber o benefício conforme os cronogramas dos ciclos quatro e cinco, já estabelecidos.

Dessa maneira, a primeira parcela será paga entre esta sexta-feira (30/10), quando se inicia o quarto ciclo, e o próximo dia 20 de novembro. O dinheiro será liberado para saques entre 7 de novembro e 5 de dezembro.

Por sua vez, o quinto e o sexto ciclos de crédito estão previstos para serem realizados entre 22 de novembro e 29 de dezembro. As opções de saque e transferências serão liberadas até 27 de janeiro de 2021.

Boletim epidemiológico desta quinta-feira (29) registra mais de 75 mil casos da Covid-19 no Tocantins

O estado possui 75.106 casos confirmados. Destes, 62.740 pacientes estão recuperados, 11.271 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.095 pacientes foram a óbito.

Divulgação

O 228º Boletim Epidemiológico desta quinta-feira (29) informa que foram registrados 293 novos casos confirmados da Covid-19 no Tocantins, sendo 69 das últimas 24h. O restante é de exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Dos  293 novos casos 95 foram detectados por RT-PCR, 06 com sorologia e 192 através testes rápidos.

Desta forma, o estado contabiliza 232.923 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 75.106 casos confirmados. Destes, 62.740 pacientes estão recuperados, 11.271 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.095 pacientes foram a óbito.

Divulgação

Correios realiza venda de bicicletas, cadeiras, computadores e outros bens no Tocantins

A venda será feita para quem apresentar a melhor proposta.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 3215-3287. / Foto: Divulgação

Os Correios estão vendendo centenas de bens móveis inservíveis para a empresa, que poderão ser adquiridos de forma direta por pessoas físicas ou jurídicas. Entre os itens estão: bicicletas, cadeiras, armários, impressoras, computadores, bebedouros, câmeras de segurança e aparelhos telefônicos.

Os bens estão distribuídos em 16 lotes, com valores iniciais a partir R$ 138,85. A venda direta será efetuada para quem apresentar maior oferta para a compra de cada lote, respeitados os valores mínimos fixados pelos Correios.

Todos os itens estão disponíveis para análise dos interessados no edifício-sede dos Correios em Palmas-TO, nos dias 29 e 30 de outubro, das 8h às 12h e das 14h às 17h30. A avaliação das propostas será realizada no dia 5 de novembro, às 10h.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 3215-3287.

Fim da parceria! Banco do Brasil não terá mais a opção de realizar saques e pagamentos nas lotéricas

A Caixa tentou refazer o contrato e reajustar o valor cobrado pelas operações, mas o Banco do Brasil considerou o aumento elevado e afirmou que não valeria a pena manter o acordo.

Divulgação

O acordo entre os maiores bancos públicos do país, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, se encerra no próximo dia 18 de novembro. A aliança entre os bancos era para a utilização compartilhada das casas lotéricas e dos terminais de autoatendimento. Com o fim do contrato, os clientes do BB não conseguiram sacar nem realizar pagamentos nas lotéricas.

A Caixa tentou refazer o contrato e reajustar o valor cobrado pelas operações, mas o Banco do Brasil considerou o aumento elevado e afirmou que não valeria a pena manter o acordo. Na avaliação do BB, é mais vantajoso ampliar a rede de correspondentes (Rede Mais BB) nos municípios dependentes do uso compartilhado dos equipamentos com a Caixa.

As novidades trazidas pelo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, o Pix, que passa a funcionar a partir do dia 16 de novembro ajudaram na decisão. A expectativa é que, a partir do primeiro semestre de 2021, qualquer estabelecimento comercial possa oferecer a opção de saque aos correntistas.

O acordo entre Caixa e BB permite saques em espécie e pagamento de boletos a partir das retiradas nas lotéricas, além de consulta aos saldos nas contas.

O convênio entre os bancos começou em 2005. De acordo com fontes ligadas à Caixa, o objetivo da instituição ao renegociar o contrato com o BB era dar sustentabilidade à rede lotérica. Foi proposto um acordo para garantir o equilíbrio econômico, porém o Banco do Brasil não aceitou.

Governo anuncia desconto em farmácias para servidores e amplia margem de consignados

Anúncios ocorreram em live transmitida no canal do Governo no YouTube.

Live do Dia do Servidor / Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins

Antecipação de salário, programa de desconto em medicamentos para servidores atendidos pelo plano de saúde Servir e aumento da margem para consignados são algumas das novidades anunciadas pelo Governo do Tocantins em live comemorativa ao Dia do Servidor Público, lembrado nesta quarta-feira (28).

Durante o evento, o secretário de Estado da Administração, Bruno Barreto, agradeceu, em nome do Governo, aos mais de 50 mil servidores estaduais que escrevem a história do Tocantins.

Desconto na farmácia

Na ocasião, o secretário anunciou mais uma novidade sobre o plano de saúde dos servidores públicos, o Servir. O Governo do Estado pactuou com grandes redes de farmácias para que ofereçam até 35% de desconto em medicamentos e produtos para os servidores estaduais.

“O plano de saúde dos servidores foi fortalecido e temos trabalhado para melhorar cada vez mais. Ampliamos o atendimento, permitimos consultas por telemedicina e agora, por meio de parceria, vamos conseguir oferecer descontos nas redes de farmácias. É mais um motivo para comemorarmos”, afirmou.

Adesão sem carência

Além do desconto, o Governo do Estado também anunciou outro benefício que vai possibilitar a servidores usuários de outros planos migrarem para o Servir sem precisar cumprir qualquer prazo de carência.

A migração é possível por meio do Decreto nº 6.174, que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), edição desta quarta-feira (28).

“Com este decreto, o governador Mauro Carlesse, mais uma vez, presenteia o servidor ao possibilitar que aqueles que estejam descontentes com seu plano e acreditam que estamos fazendo um bom trabalho em nossa rede migrem para o Servir. Os servidores oriundos de outros planos que ingressarem no prazo de 30 dias, a contar da data de publicação do Decreto, terão todas as carências absorvidas pelo plano”, reforçou o secretário de Estado da Administração.

O ingresso efetuado em data posterior ao prazo de 30 dias oportunizará apenas o aproveitamento de carência para consultas e exames simples, condicionada ao pagamento da primeira mensalidade do plano.

Aumento de margem para consignações

Outra novidade trazida durante a live do Dia do Servidor trata-se do Decreto nº  6.173, já assinado pelo governador, que dispõe sobre os empréstimos consignados em folha de pagamento.

O Decreto também será publicado no DOE desta quarta-feira (28), e, conforme o secretário de Estado da Administração, vai possibilitar o aumento da margem do servidor.

“Por meio deste Decreto, fizemos um ajuste na rede de consignável. Eu deixo de contabilizar, por exemplo, o que se paga dentro de um plano para ir liberando a margem e o servidor consiga alcançar o empréstimo necessário. Mas lembramos que o servidor deve ter consciência da utilização deste benefício, porque a margem vai aumentar automaticamente e isto deve ser usado com muita consciência. O que queremos é facilitar que, em precisando de um auxílio financeiro, o servidor consiga um auxílio legítimo, dentro de uma margem baixa que nossos bancos estão oferecendo e com uma possibilidade de alcançar um valor melhor do que antes”, explicou Bruno Barreto.
 

Prova de vida feita por aplicativo

Também presente na live, quem trouxe a novidade do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO) foi o presidente Sharlles Fernando Bezerra. Ele noticiou a criação do aplicativo Meu RPPS, que vai facilitar a vida dos servidores ativos e inativos. O aplicativo traz vários serviços previdenciários, entre eles agendamentos e a realização da prova de vida dos segurados, que será realizada remotamente.

O servidor inativo poderá obter contracheque, consultar processos, encaminhar mensagem no Fale Conosco e receber informativos. A grande vantagem é que os segurados que se aposentaram e não estão mais no Tocantins vão poder fazer a comprovação de vida e garantir o pagamento do seu benefício. Já o servidor ativo vai poder consultar a simulação do benefício, o tempo de contribuição, quanto tempo falta para aposentadoria, entre outros”, explicou o presidente, acrescentando que o aplicativo estará disponível para download a partir do dia 3 de novembro.

Centro de Capacitação

Também teve novidade para os servidores que atuam no agronegócio. Thiago Dourado, secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura e presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), anunciou a inauguração do Centro de Capacitação em Tecnologia Agropecuária e Extensão Rural, que funcionará no núcleo da Unitins na área da Agrotins.

De acordo com o secretário, o espaço é um sonho antigo que vai permitir que os servidores sejam melhor qualificados e que a população seja assistida com mais qualidade. “Este centro vai renovar as perspectivas do agro como um todo. É um sonho de 30 anos dos servidores públicos do agronegócio. Vivemos em um Estado agro e o agro vive em constante evolução, por isso nossos servidores precisam se atualizar para melhor auxiliar a população”, destacou o secretário.

O Centro de Capacitação contou com investimento de quase R$ 1 milhão e tem inauguração prevista para o próximo dia 3.

Cartilha do Servidor

Ainda durante a live, foi lançada a Cartilha do Servidor, desenvolvida pela Controladoria Geral do Estado (CGE). O secretário-chefe da Controladoria, Senivan Almeida, explicou que a publicação apresenta orientações para o exercício da função pública e visa servir como referência para orientar a conduta dos servidores. Além disso, o documento é um instrumento para contribuir com a melhoria dos serviços públicos prestados à população.

O Tocantins está saindo na frente, porque são poucos os estados que têm esta cartilha. Por meio dela, vamos poder dialogar melhor com o servidor público. O material vai estar disponível de forma digital em nosso portal e vamos disponibilizar também para outros Poderes”, explicou o secretário-chefe.

Elogie um servidor que te inspira

O Governo do Estado também lançou a campanha Elogie um servidor que te inspira. Por meio de posts preparados para levantar a hashtag #elogieumservidor, será criada uma rede de elogios, levando o servidor a interagir com outros servidores, contando quem e por que foi influenciado ou inspirado no seu ambiente de trabalho.

Ponto facultativo na sexta-feira

Por meio do Decreto n° 6.172, o governador Mauro Carlesse transferiu para esta sexta-feira (30) a comemoração do Dia do Servidor Público, tornando a data ponto facultativo para o Executivo Estadual.

O decreto prevê que os dirigentes dos órgãos e das entidades preservem o funcionamento dos serviços essenciais.